Advantage Austria Mostrar navegação

As despesas austriacas em investigação têm vindo a aumentar

Mikroskop © ADVANTAGE AUSTRIA

© ADVANTAGE AUSTRIA

12. Maio 2011

Em 2011 a taxa de investigação austríaca chegará aos 2,79 % do Produto Interno Bruto (PIB). Sobretudo no sector empresarial verifica-se um aumento significativo dos investimentos em I & D (Investigação e Desenvolvimento).

A entidade Estatística da Áustria prevê que em 2011 serão gastos, provavelmente pela primeira vez na Áustria, mais de 8 mil milhões de Euros em Investigação e Desenvolvimento experimental. O total das despesas em I & D aumentará em 5 %, em relação a 2010, o que totaliza 2,79 % do PIB.

A maior parte das despesas em Iivestigação (44,6% ou 3,7 mil milhões de euros), são financiadas pela economia. Este ano as empresas vão investir significativamente mais em I & D (5,9%). O sector público contribui com 38,7% (3,21 mil milhões de euros; mais 4,5%). 35 milhões (0,4%) de euros vêm do sector privado sem fins lucrativos. A restante despesa (16,2%, 1,34 mil milhões de euros) aflui através do estrangeiro: maioritariamente provenientes de grupos internacionais cujas filiais austríacas exercem investigação na Áustria. Os fundos dos programas-quadro da EU também contam para estas estatísticas.

Segundo as previsões para 2011, a taxa de investigação austríaca (quota de despesa de I & D no PIB) subirá para os 2,79%, o que representa uma subida significativa desde do ano 2000 (1,94%). A Áustria ultrapassa assim a taxa média de investigação dos UE-27 (dados actuais de 2009: 2,01%) e está juntamente com a Finlândia, a Suécia, a Dinamarca e a Alemanha no grupo de países que gozam de uma taxa de investigação acima dos 2,5%.

imprimir
©©ADVANTAGE AUSTRIA