português
Inhalt

Perspectiva

Standard Content Module
Quer que sejam produtos lácteos, pão ou frios - gêneros alimentícios austríacos são exportados para mais de 180 países. O maior fabricante mundial de bebidas energéticas é austríaco. A Áustria tem, igualmente, bastante sucesso internacional devido às suas geleias, ao queijo fundido e ao chá gelado. A cultura de café vienense produziu inúmeras sobremesas que são populares em todo o mundo. E o queijo da montanha tirolês e o óleo de abóbora da Estíria são produtos regionais protegidos pela UE.
listen

Entre os principais produtos exportados pelo setor dos alimentos e dos refrigerantes e bebidas não alcoólicas encontram-se as bebidas energéticas, as limonadas e os chás gelados, mas também produtos de padaria fina e outras especialidades. Desde a adesão à UE, em 1995, as exportações da indústria de produtos alimentícios tiveram um crescimento superior a 500%. Os produtores austríacos salientam a diversidade regional de seus produtos e a sustentabilidade dos métodos de produção.

A Áustria tem, de um lado, empresas tradicionais com muita experiência e, do outro, empresas novas e startups que pretendem continuar nos moldes da grande cultura culinária do país com as suas próprias ideias. Grande parte das empresas austríacas são PMEs, o que possibilita que sejam fortemente orientadas para o cliente, com ênfase especial na qualidade dos produtos. Além disso, as empresas austríacas apostam fortemente na origem regional dos produtos e no conceito de produtos saudáveis.

Tradição e sucessos internacionais

O setor dos alimentos e dos refrigerantes e bebidas não alcoólicas possui inúmeras empresas, cuja história remonta ao século XIX. O sentido de tradição e as inovações de sucesso das mesmas contribuem para a boa imagem da Áustria como fornecedora de produtos da mais alta qualidade.

Existe um criador, produtor, transformador e comerciante austríaco bem-sucedido de alimentos e bebidas de primeira qualidade, conservados e não congelados, que pode contar com sua experiência de 160 anos de história empresarial, tal como uma empresa familiar austríaca que atualmente exporta os seus sucos de frutas, chás gelados e chás para 70 países.

Uma outra empresa dedicada à produção de especiarias, com origens que remontam a um moinho de pimenta fundado em 1881, apresenta uma taxa de exportação na ordem dos 70%. O líder do mercado austríaco de geleias e mel, que atualmente emprega mais de 300 funcionários, também cresceu a partir de uma antiga fábrica de processamento de frutas.

Igualmente famosas em todo mundo são as waffles de avelã de uma empresa tradicional austríaca, cuja embalagem apresenta a Catedral de Santo Estêvão (Stephansdom), alusiva à cidade de Viena onde a empresa foi fundada. Hoje em dia, esta iguaria continua a ser produzida na capital austríaca.

Reinterpretação de bebidas

Um conceito de marketing único serviu de base para lançar no mercado mundial uma bebida energética austríaca que foi inspirada em bebidas funcionais oriundas do Extremo Oriente. Desde os anos 80 ela é um sucesso em termos de exportação, sendo consumida em mais de 170 países.

A diversidade de bebidas energéticas é complementada por outra empresa austríaca através de produtos de chá verde não gaseificados, naturais e ecológicas. As bebidas são certificadas por não conterem lactose e glúten e por serem "bio friendly" e veganas.

Uma outra bebida refrescante à base de algas proveniente da Áustria também se tornou bem-sucedida em nível internacional. Esta mesma bebida foi distinguida com o prémio "taste15", como a principal inovação do ano 2015, na principal feira internacional de gêneros alimentícios ANUGA, em Colônia.

Saborear sem peso na consciência

O futuro reserva para o setor dos gêneros alimentícios e dos refrigerantes e bebidas não alcoólicas uma mudança quanto aos hábitos de consumo, situação para a qual as empresas austríacas já estão bem preparadas. As empresas projetam os produtos de forma flexível, sendo que muitas não criam produtos massificados e estão mais voltadas para nichos de mercado, o que, por sua vez, facilita a adaptação a novos desenvolvimentos. Os produtos austríacos lideram, sobretudo, em áreas com perspetiva de crescimento futuro, especialmente produtos orgânicos, Functional Foods e produtos destinados a consumidores com intolerâncias alimentares.

Os consumidores esperam produtos saudáveis, naturais e saborosos, livres de produtos fitofarmacêuticos de origem química. Para tal a rastreabilidade da cadeia de produção é fundamental. O programa de qualidade "AMA-Gütesiegel" para leite e produtos lácteos, por exemplo, acompanha toda a cadeia de produção, desde o leite cru ao leite de consumo e aos produtos lácteos, assegurando a qualidade, até por meio de normas mais exigentes do que os critérios definidos legalmente.

A enorme oferta de produtos regionais do setor dos produtos alimentícios austríaco também contribui de maneira importante para a proteção do meio ambiente. Neste sentido, os produtores visam conservar a paisagem e preservar as águas, ao passo que rotas de transporte curtas permitem reduzir as emissões nocivas.

Um tópico igualmente importante é o da alimentação saudável. A tendência para dietas vegetarianas e veganas, a preocupação em manter uma dieta pobre em gorduras, reduzir doces e consumir mais produtos de origem orgânica geram novas oportunidades de negócio para as empresas austríacas do setor dos produtos alimentícios.

Em termos de embalagem também estão surgindo alternativas. Um exemplo disso é uma bebida energética austríaca comercializada numa lata feita de laminações de papel, um tipo de embalagem que apresenta um melhor desempenho ambiental do que as habituais latas de alumínio.

listen

Última atualização: : 21. dezembro 2020